Depressão aumenta com o grau da perda auditiva, diz estudo

25/10/2019 - Saúde auditiva

A depressão é um mal que afeta cerca de 300 milhões de pessoas em todo o mundo, segundo estimativa da Organização Mundial de Saúde (OMS). A doença tem origem em questões como ansiedade, estresse e isolamento social. Este último caso pode estar diretamente relacionado à perda auditiva. Estudos científicos comprovam que, ao deixar de ouvir os sons com clareza, a pessoa com perda auditiva tende a se isolar e evitar encontros com amigos e familiares. O isolamento social prolongado pode levar à depressão.

Estudo apresentado pelo pesquisador norte-americano Kevin Seitz-Paquette, durante a 64ª edição do EUHA – Congresso Europeu de Aparelhos Auditivos mostrou que os sintomas da depressão aumentam de acordo com o grau da perda auditiva.  Segundo Seitz-Paquette, pacientes que relataram ter muita dificuldade em ouvir tiveram 1,5 mais vezes risco de depressão. Já aqueles que disseram ter uma leve dificuldade de ouvir tiveram 1,7 mais vezes de desenvolver a doença. Os pacientes que afirmaram ter problemas auditivos moderados aumentam em 2,4 vezes o risco de depressão! Curiosamente, os surdos têm apenas 0,6 mais vezes de desenvolver depressão.

A palestra do especialista, “Clinical considerations of comorbities of hearing loss” (“Considerações clínicas das comorbidades da perda auditiva”, em tradução livre para o português) falou ainda sobre a relação da perda auditiva com doenças cardiovasculares, diabetes e declínio cognitivo. A ParaOuvir Aparelhos Auditivos esteve presente ao evento e acompanhou a palestra do pesquisador.

Mas você deve estar se perguntando: por que as pessoas que relataram terem leve ou moderada dificuldade de audição têm mais chances de desenvolver depressão? É muito simples. Porque geralmente estas pessoas não procuram ajuda. Ou seja, como não consideram a dificuldade de ouvir muito grande, acabam deixando o problema de lado e não procuram o tratamento adequado.

Aparelhos auditivos reduzem os riscos

O problema é que adiar o tratamento da perda auditiva traz uma série de implicações para a saúde de modo geral. É comprovado que a dificuldade de escutar os sons reduz os estímulos cerebrais. Como consequência, levam a um maior declínio cognitivo. Por isso, idosos com perda auditiva tem maiores probabilidades de desenvolverem depressão e demência. Segundo pesquisa realizada pela Faculdade Johns Hopkins, nos Estados Unidos, a cada dez decibéis perdidos de audição, os riscos de desenvolver demência aumentam em 27%.

O uso de aparelhos auditivos oferece inúmeros benefícios, que vão além de devolver a capacidade do paciente em ouvir os sons com excelente qualidade sonora. A prótese auditiva melhora as relações interpessoais no trabalho, com familiares e amigos. Isto é, devolve ao paciente a autonomia, independência e qualidade de vida.

Portanto, é fundamental ficar atento aos sinais de perda auditiva. E procurar um especialista assim que for identificada a dificuldade de escutar. Iniciar o tratamento o quanto antes é fundamental para minimizar os prejuízos. Quanto mais precoce for iniciado, menores serão os danos. Deixar para depois pode ser extremamente prejudicial e causar danos irreversíveis à saúde física e mental.

Referência em reabilitação auditiva

Na ParaOuvir Aparelhos Auditivos o paciente tem suporte completo para o tratamento e reabilitação auditiva. São mais de 12 anos de experiência e uma equipe qualificada de fonoaudiólogos, que participam de todas as etapas do processo. Desde a escolha do aparelho auditivo que atendem às suas necessidades auditivas até os acompanhamentos e ajustes necessários.

A ParaOuvir é representante exclusiva da Phonak no Distrito Federal e oferece uma grande variedade de aparelhos auditivos, além de acessórios, desumidificadores, filtros de proteção contra ruído e demais soluções auditivas. Tudo para proporcionar aos nossos pacientes a melhor experiência auditiva. Não perca tempo. Agende uma visita a uma de nossas unidades e volte agora mesmo ao mundo dos sons!

Leia também: Cera do ouvido ajuda no diagnóstico precoce do câncer

Postagens recentes

Aparelhos auditivos

Procura por aparelhos auditivos cresce 61% no primeiro semestre

Depois de registrar queda no ano passado por causa da pandemia do novo coronavírus, a procura por aparelhos auditiv…

Saiba mais

Aparelhos auditivos

Qual a frequência ideal para a revisão do aparelho auditivo?

O aparelho auditivo é um equipamento formado por componentes eletrônicos de última geração. O dispositivo tem u…

Saiba mais

Saúde auditiva

Mais de 75% das pessoas que sofrem de zumbido não recebem tratamento

O zumbido no ouvido afeta milhares de pessoas de todas as idades. O problema é que a maioria absoluta das pessoas q…

Saiba mais
Voltar ao Blog

Nossas unidades Encontre a unidade mais próxima de você

Nossas unidades Encontre a unidade mais próxima de você

Asa Sul

SEP/Sul 710/910,Ed. Via Brasil, Lojas 42/44/46,
(61) 3443-1042. (61) 9 9928-8484

Lago Sul

Gilberto Salomão, QI 05, Bloco B – Loja 16
(61) 3248-1395 (61) 9 9809-8484

Taguatinga

ST C Norte AE 09 – Módulo B, Loja 07 – Centro Médico, Hospitalar Anchieta
(61) 3562-4313 (61) 9 9989-9911

Pátio Brasil

Setor Comercial Sul, Torre, Bloco A, 7º andar, Sala 701/703
(61) 3224-7075 (61) 9 9860-8484

Asa Norte

Ed. Med Center BLM Loja 40

(61) 3772-2600 (61) 9 8218-7170

Unidade Vitrium

Centro Médico Vitrium Setor de Grandes Áreas Sul 613/614 L2 Sul, S 05, ao lado do complexo do Hospital Sírio Libanês

(61) 3346-8725 | (61) 99970-3547

Entre em contato Fale conosco!