"

Como convencer seus pais sobre o benefício do aparelho auditivo para a perda auditiva?

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 466 milhões de pessoas no mundo têm perda auditiva. No entanto, embora já faça parte da vida de muitos, a perda auditiva ainda é muito incompreendida quanto aos seus impactos no dia a dia do paciente. De modo geral, os familiares são os primeiros a se incomodar com as dificuldades de comunicação provocadas pela deficiência.

Quando alguém se habitua a viver com a dificuldade de ouvir, experimentar aparelhos auditivos pode realmente mudar a sua vida. No entanto, dar o primeiro passo para uma melhor audição pode ser uma decisão difícil para muita gente.

Neste artigo, você vai conhecer os impactos da perda auditiva na vida de uma pessoa para que consiga dar o apoio e a orientação necessária a quem precise. Vamos lá?

Os principais benefícios do aparelho auditivo

Para qualquer pessoa que seja afetada por algum tipo de perda auditiva, aceitar o problema e a necessidade de tratamento pode ser muito difícil. Os idosos, especialmente, tendem a encarar a redução da audição como natural da idade, além de, geralmente, apresentarem resistência a todo tipo de consulta médica.

Para superar os receios da mudança e ressaltar a importância do tratamento, o bom diálogo entre a família será fundamental. Conheça agora a importância do aparelho auditivo para pacientes com perda auditiva!

Mais independência

Sem dúvida, esse é um ponto que vale ressaltar. A falta de independência é uma das principais preocupações de pessoas com idade avançada. Todos desejam manter a saúde em dia para viver o dia a dia sem precisar depender de ninguém.

Talvez a redução na capacidade de ouvir não preocupe tanto nesse sentido, quando encarada como algo sem gravidade. Por isso, destaque a importância do tratamento antes que o quadro de perda auditiva possa evoluir e retirar do idoso toda sua capacidade de ouvir e de interagir com o mundo.

Melhora nas interações sociais e profissionais

A perda auditiva não afeta apenas negativamente a vida social de uma pessoa, mas também o dia a dia profissional, caso ainda esteja trabalhando. Problemas de comunicação podem se tornar uma ocorrência comum, de modo a fazer com que a pessoa, naturalmente, evite eventos sociais e passe a contribuir menos no ambiente de trabalho.

Sem tratamento, múltiplos aspectos da vida da pessoa são afetados. Enquanto que, com o aparelho auditivo, é possível manter sua rotina sem grandes prejuízos.

Impactos no dia a dia

É comum nos adaptarmos a uma condição, de modo que não nos damos conta do quão importante é buscar o tratamento para resolver as dificuldades. Então, relembre sobre situações em que o uso do aparelho fará toda diferença no dia a dia da pessoa:

  • Escutar música, rádio ou TV em um volume que não atrapalhe demais pessoas da casa;
  • Não ter que pedir que as pessoas repitam sempre o que foi dito;
  • Conseguir participar com qualidade das conversas e das interações sociais;
  • Reduzir o volume de toques do celular (chamadas, mensagens, despertador);
  • Conseguir falar no telefone ou em conversas em um tom de voz normal;
  • Conseguir compreender chamadas em ambientes diversos (aeroportos, supermercados, consultas médicas, bingos, feiras,…);
  • Poder ir à peças de teatro, por exemplo, sem se preocupar se o áudio estará bom o suficiente;
  • Conseguir escutar sons de campainha, interfone ou de alguém batendo na porta;
  • Melhoria na interação com crianças que estão aprendendo a falar (netos, sobrinhos,…);
  • Uma boa escuta para línguas estrangeiras (para quem já treinava o ouvido para o inglês ou para outro idioma, por exemplo); dentre outras…

Preservação do desenvolvimento cognitivo

A perda auditiva não tratada pode ser um risco para o desenvolvimento de demência, por exemplo, pois reduz o funcionamento cognitivo. Isso ocorre pois a perda auditiva inibe a estimulação de algumas áreas do cérebro, especialmente as que são responsáveis pela memória, atenção e cognição.

Os aparelhos auditivos ajudam a estimular o cérebro, aumentando a capacidade auditiva e afastando o risco do declínio cognitivo.

Melhora na qualidade de vida como um todo

Muitas pessoas podem evitar o uso de aparelhos auditivos por causa do constrangimento, estética ou de uma negação à deficiência. Quanto a isso, a boa notícia é que existem modelos de aparelhos bem discretos e confortáveis.

Mais importante que isso, pacientes que usam aparelhos auditivos desfrutam de uma vida melhor do que aqueles que deixam o problema de audição sem tratamento. Com uma boa escuta, a pessoa mantém sua autoestima e cultiva melhores relacionamentos.

Manter a saúde auditiva, adaptando-se ao uso de aparelhos auditivos, também aumentará o nível de confiança da pessoa para enfrentar as aventuras que a vida lhe traz todos os dias. Em outras palavras, assumir o controle da audição leva a uma melhor qualidade de vida geral para o paciente e para aqueles que se importam com ele.

Caso precise de um diagnóstico para perda auditiva, consulte um otorrinolaringologista — ele irá avaliar sua saúde auditiva. Quando o tratamento indicado é o uso do aparelho auditivo, o fonoaudiólogo é o profissional que irá auxiliá-lo no processo de seleção e adaptação.

Você já conhecia o benefício do aparelho auditivo no tratamento da perda auditiva de seus pais? Leia nosso outro artigo sobre a importância de ouvir com clareza!

Leia também: Como funciona o aparelho auditivo?

Share

Leave A Comment