"

ParaouvirBem 3º Edição

Home - ParaouvirBem 3º Edição

Este projeto visa beneficiar pessoas portadoras de perda auditiva que não possuem condições financeiras de adquirir a prótese e oferecer a sociedade avaliações e informações sobre a saúde auditiva, através de campanhas e mutirões realizados em parceria com médicos e entidades beneficientes.

Paraouvir, a maior empresa de aparelhos auditivos de Brasília, empresa referência desde 2007 na prevenção e reabilitação auditiva de excelência, com produtos e atendimento exclusivos.

Empenhada em fornecer uma melhor audição para seus pacientes e clientes, a Paraouvir assume o compromisso de oferecer soluções que previnam e reabilitem a perda auditiva.

Em nossas unidades você encontra aparelhos auditivos, suporte de implantes cocleares, filtros de proteção auditiva, fones in-ear personalizados e CPAP, tudo para que nossos clientes e pacientes tenham melhor qualidade de vida. Além de contar com 3 laboratórios próprios que agilizam e resolvem o seu problema.

Investimos constantemente não somente em equipamentos de última geração, infraestrutura, conforto e comodidade, mas principalmente na qualificação de nossa equipe formada por fonoaudiólogos, fisioterapeutas e técnicos de laboratórios qualificados para definir a solução mais adequada para cada cliente.

1º Edição do projeto ParaOuvirBem 2016

Durante o ano de 2016 a Paraouvir participou de diversos eventos beneficentes, realizando triagens auditivas em asilos, abrigos e creches.

Onde indentificamos pessoas com necessidades auditivas sem condições financeiras de adquirir um aparelho auditivo, nisso fizemos 40 doações de aparelhos

2º Edição do projeto ParaOuvirBem 2017

Em 2017 conseguimos doar 64 próteses auditivas para pessoas carentes e contamos com a presença da Abrasso (Associação Brasileira de Surdos Oralizados) e da escritora, blogueira e deficiente auditiva “Paula Pfeifer” que recentemente foi escolhida pelo Facebook para liderar e desenvolver na América Latina o Community Leadership, um programa com o objetivo de melhorar a acessibilidade do deficiente auditivo no mundo.

3º Edição do projeto ParaOuvirBem 2018

Me sinto muito feliz. Sem o aparelho auditivo eu não escuto nada, mas agora sinto que nasci de novo”, afirmou Sebastião Francisco de Souza, de 73 anos. O idoso foi um dos beneficiados na terceira edição do Projeto ParaOuvirBem, que aconteceu no dia 30 de novembro. O projeto entrega aparelhos doados a pacientes carentes com diagnóstico de perda auditiva, indicados por médicos e parceiros.

Morador do interior do Piauí, seu Sebastião vestiu sua melhor roupa e veio a Brasília especialmente para receber os aparelhos auditivos. A doação para o idoso foi intermediada por seus filhos e netas com a ajuda de Lorena Sodré, que soube da história do piauiense no final do ano passado e desde então batalhou para ajudá-lo.

“Tenho um projeto de mães, que tem a finalidade principal de ajudar vidas. Conheci o seu Sebastião no ano passado. Ele é uma pessoa muito alegre e me disse que tinha tudo e que só queria voltar a ouvir. Fiquei sabendo do projeto e através dele consegui a doação”, explicou Lorena. Além do idoso, ela ajudou a viabilizar a doação do aparelho auditivo para Maria de Lurdes e quer ajudar outras pessoas a voltar a ouvir. “Foi uma felicidade dupla. Agora pretendo encontrar outras pessoas e doadores. Já tenho seis pessoas interessadas em receber doações na próxima edição”.

Além de seu Sebastião, dezenas de pessoas foram beneficiados com a doação de aparelhos auditivos e voltaram ouvir os sons que o mundo tem a oferecer. Uma delas é a pequena Júlia, de 10 anos, que tem deficiência bilateral. Márcio de Souza Santos, pai de Júlia, contou que ela convive desde pequena com dores no ouvido. No entanto, a perda auditiva foi diagnosticada apenas há dois anos. Agora, ela vai poder ouvir com clareza e terá uma nova vida. “Foi difícil conseguir o aparelho, mas agora ela ganhou. Se você visse a alegria dela!”, comemorou o pai orgulhoso.

A entrega dos aparelhos auditivos só foi possível graças a pessoas como Cecília Bedetti, de 78 anos. Ela doou seus aparelhos após trocá-los por um outro modelo mais moderno. “Quando fiquei sabendo do projeto, não pensei duas vezes. Essa ideia de ajudar as pessoas que não têm condição de comprar um aparelho é muito boa. Se puder vou doar de novo”, disse a idosa, que fez questão de entregar os aparelhos pessoalmente.

Projeto

O Projeto ParaOuvirBem foi idealizado pelo Grupo ParaOuvir em 2016. O objetivo é dar uma nova utilidade aos aparelhos auditivos que não estão sendo utilizados após serem trocados por novas tecnologias e ajudar outras pessoas a ouvir.

“Nossa missão é transformar a vida dessas pessoas e fazer a diferença a quem mais precisa. O objetivo da ParaOuvir é continuar fazendo esse projeto por muitos anos”, afirmou Janaina Mundim, diretora do Grupo ParaOuvir. “Quero agradecer aos pacientes que doaram seus aparelhos e a agradecer também a nossa parceira Phonak. E dizer para quem tem um aparelho na gaveta, tirar. Juntos mudaremos vidas!”

4º Edição do projeto ParaOuvirBem 2018

Inscreva-se